Comprar um carro é o desejo de muita gente, ainda mais se o mesmo for novo. O sonho do automóvel zero km pode se tornar algo inalcançável se a renda não corresponder ao desejo.

Se não dá para comprar à vista, a saída é tentar se envolver num financiamento. Mas, mesmo assim, existe um limite de renda para que a operação financeira seja efetuada. Outro fator também são os outros gastos por trás desse financiamento.

Vamos falar sobre como funciona e lhe dar algumas dicas na hora do financiamento.

 Como funciona o financiamento para compra de carro

O financiamento para compra de carro, seja ele novo ou usado, é realizado via bancos público e privados. Os valores e as prestações devem ser negociados diretamente com a instituição contratada e variam de acordo com o salário da pessoa que está contratando o financiamento.

De forma geral, os financiamentos podem ser classificados em três tipos: Crédito Direto ao Consumidor (CDC), leasing ou consórcio.

CDC: nessa modalidade, você realiza um empréstimo com um banco para fazer a compra do carro. Apesar de o veículo ficar em sua posse, você não pode vendê-lo novamente até finalizar o pagamento de todas as prestações.

Leasing: no leasing, quem compra o carro são as empresas que trabalham com essa modalidade de financiamento. Dessa forma, até terminar as parcelas, você paga pelo aluguel do carro.

Consórcio: aqui, você faz parte de um grupo com outros compradores organizado por uma administradora de consórcio. Você paga as prestações, mas só recebe o veículo quando for sorteado. No entanto, é possível fazer alguns lances que funcionam como um adiantamento das parcelas e ser contemplado com o veículo antes de o sorteio acontecer.

Outros gastos a considerar antes de financiar a compra de um carro

Para não dar um passo maior que a perna, é importante ter em mente que a parcela do financiamento não é a sua única despesa. Junte à ela gastos com manutenção, combustível, gasolina, seguro auto, além é claro, dos seus outros compromissos financeiros.

Tudo isso deve ser levado em conta na hora de escolher qual é a melhor opção de financiamento para você comprar seu carro.

Se o financiamento for para comprar um carro novo, considere também valores para o emplacamento e a documentação.

4 dicas importantes para quem vai financiar a compra de um carro

  • Dê o valor mais alto que você puder como entrada para conseguir parcelas e juros melhores;
  • Não faça um financiamento maior que o prazo de 4 anos ou o seu carro estará desvalorizado antes mesmo de terminar de pagar;
  • Pesquise muito antes de optar por um financiamento, principalmente as taxas de juros de cada empresa;
  • Se puder esperar, junte dinheiro para comprar à vista ou dê preferência pelo consórcio, pois ainda são as formas mais vantajosas para comprar um carro.

O Banco Central disponibiliza uma tabela atualizada de taxas cobradas por cada instituição financeira. Não deixe de conferir.