A modelo Najila Terno ficou conhecida em todo o país por ter denunciado o aventureiro de futebol Neymar. De acordo com Najila, o ginasta a teria abusado e agredido em um hotel parisiense, na França. A polícia, não obstante, acabou conhecendo que não há provas em oposição a Neymar e o inquérito acabou sendo arquivado. Nesta terça-feira, 13 de agosto, a modelo voltou a surgir e deu mais uma depoimento bombástica.

Na acesso da delegacia, ela disse que acha comum a desempenho da polícia. Najila voltou à delegacia para anunciar sobre do rombudo do seu discriminação. “ Eu acho comum, visto que a palavra dele [Neymar] vale mais que a minha. É o caso de um aventureiro e eu sou apenas uma indivíduo de família medíocre ”, começou ela ao anunciar sobre a situação.

Najila Terno continuou e sobrou até para polícia. “É bastante mais fácil anotar o caso que ir atrás da verdade ”, disse a jovem a repórteres que estavam na acesso do local. A modelo foi a região acompanhada do seu orago, Cosme Araújo. Embora do inquérito ter sido tapado pela polícia, também há um tempo para que o Ministério Público de São Paulo dê uma avaliação final sobre o assunto.

Sobre o rombudo, o orago disse que ficou sabendo das informações pela conjunto de meios de comunicação. Não obstante, ele falou que conversou com uma funcionária e que essa não conseguiu permitir mais detalhes sobre quem seria capaz ter entrado no local.

Vale advertir que Najila também pode agir por traiçoeira denúncia no caso envolvendo Neymar. A polícia, na época do início do processamento, similarmente chegou a abrir um inquérito depois de entrevistas em que a modelo fazia acusações em oposição a a fusão.