Exibindo: 1 - 2 de 2 RESULTADOS

Como receber o Auxílio Merenda?

Devido às consequências da pandemia, as aulas mudaram para o modo online, não tendo a possibilidade dos estudantes terem a merenda escolar, que em alguns casos é uma das únicas refeições completas de crianças de famílias carentes têm durante o dia.

Por conta disso, o Governo Federal criou o Auxílio Merenda.

Para cada faixa etária, o governo libera um valor diferente para as famílias das crianças poderem comprar o alimento da merenda.

Hoje falaremos mais sobre o Auxílio Merenda.

Auxílio Merenda

O Auxílio Merenda é um benefício para as famílias que têm filhos estudantes da rede pública e que estão em situação de carência.

As famílias que já passavam por alguma dificuldade financeira, com a pandemia piorou sua situação. Assim, para que essas crianças não ficassem desamparadas, sem a refeição escolar, o governo criou esse programa social.

O benefício é disponibilizado no formato de cartão de alimentação, o que permite às famílias comprarem os itens necessários para a alimenta dos menores.

O cartão é aceito apenas para gastos com produtos de alimentação, nenhum outro produto é aceito na compra.

 

Além disso, você precisa fazer um cadastro prévio para poder analisar se você vai estar pronto para receber o Auxílio merenda.

Como receber o Auxílio Merenda?

Para receber o Auxílio merenda do Governo Federal, a família precisa cumprir alguns passos:

  • Estar cadastrada no Bolsa Família;
  • Ter cadastro no CadÚnico (Cadastro Único);
  • Fazer um cadastro prévio no programa para ser analisado a necessidade do auxílio.

Se a família necessita do auxílio, porém não possui cadastro no CadÚnico, basta o responsável do menor se dirigir a um posto do CadÚnico para realizar o cadastro ou se informar na prefeitura de sua cidade.

Qual é o valor do Auxílio Merenda?

O governo, com a criação desse auxílio, tem a intenção que ele seja uma merenda, como fornecida nas escolas, nos horários de aula, portanto, o benefício será de até R$ 178,00 (cento e setenta e oito reais) por aluno, não existindo limite de pessoas por família.

O pagamento do auxílio será realizado através do PicPay. Caso algum dado esteja irregular, será possível ao governo utilizar os dados cadastrados pelo próprio aplicativo.

É possível também realizar a ação do cadastro e acompanhamento do programa pela rede pública, assim como sacar o valor do auxílio.

Após a aprovação e recebimento do benefício, lembre-se de confirmar se o valor recebido está correto. O responsável poderá fazer o saque nos bancos 24 horas e se desejar realizar a transferência para outra conta, precisa esperar 24 horas do recebimento do auxílio.

Para o saque nos bancos 24 horas, é necessários fazer o processo com o QR Code.

Para mais informações acesse o site do programa Auxílio Merenda.

Auxílio Emergencial, o que é e saiba se você se enquadra nas condições para solicitar.

A Caixa Econômica Federal disponibilizou nesta terça-feira (7) o site e o aplicativo por meio do qual informais, autônomos, desempregados e MEIs são capazes de pedir o auxílio emergencial de R$ 600.

O aplicativo deve ser usado pelos trabalhadores que forem Microempreendedores Individuais (MEIs), trabalhadores informais sem registro e contribuintes individuais do INSS. Aqueles que já recebem o Bolsa Família, ou que estão inscritos no Cadastro Único, não precisam se inscrever pelo aplicativo. O pagamento será realizado automaticamente.

O que é:

O Auxílio Emergencial é um benefício financeiro destinado aos trabalhadores informais, microempreendedores individuais (MEI), autônomos e desempregados, e tem por objetivo fornecer proteção emergencial no período de enfrentamento à crise causada pela pandemia do Coronavírus – COVID 19.

O benefício no valor de R$ 600,00 será pago por três meses, para até duas pessoas da mesma família.

Para as famílias em que a mulher seja a única responsável pelas despesas da casa, o valor pago mensalmente será de R$1.200,00.

Quem estava no Cadastro Único até o dia 20/03, e que atenda as regras do Programa, receberá sem precisar se cadastrar no site da CAIXA.

Quem recebe Bolsa Família poderá receber o Auxílio Emergencial, desde que seja mais vantajoso. Neste período o Bolsa Família ficará suspenso.

Depois de fazer o cadastro, a pessoa pode acompanhar se vai receber o auxílio emergencial, consultando no próprio site ou APP.

Para quem se destina o Auxílio Emergencial:

  • pessoas com mais de 18 anos de idade ;
  • pessoas que tenha renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa (R$ 522,50);
  • família que tenha renda mensal até 3 salários mínimos (R$ 3.135);
  • pessoas que não tenha recebido rendimentos tributáveis acima de R$ 28.559,70 em 2018.
  • mulher que for mãe e chefe de família, e estiver dentro dos demais especificações, será capaz de ganhar R$ 1,2 mil (duas cotas) por mês.

O solicitante precisa se enquadrar em uma das condições abaixo:

  • ser titular de pessoa jurídica (Micro Empreendedor Individual, ou MEI);
  • estar registrado Cadastro Único (CadÚnico) para Programas Sociais do Governo Federal até o último dia dia 20 de março;
  • cumprir o requisito de renda média ( renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, e de até 3 salários mínimos por família ) até 20 de março de 2020;
  • ser contribuinte individual ou facultativo do Regime Geral de Previdência Social.

Solicite agora seu auxílio emergencial:

  • Clique aqui para realizar a inscrição pelo site
  • Clique aqui para baixar o aplicativo para celulares Android
  • Clique aqui para baixar o aplicativo para iOS (celulares Apple)
pt_BRPortuguese (Brazil)